Quiksilver: mais uma porta fechada no skate norte-americano

08/03/2013

     A crise norte-americana, que começou a foder os Estados Unidos em 2008, com o fechamento do banco Lehman Brothers (fonte: InfoEscola) e que se agravou com a crise imobiliária não se restringe, apenas, aos campos mais distantes de nós, skatistas, como o econômico e o imobiliário.

     Desde sempre vimos marcas nascerem e morrerem no cenário do skate, isso não é uma novidade. Para continuar com um programa específico como é o de skate há de ter uma grande procura por parte dos consumidores e do mercado, fazendo com que a marca gere, assim, lucros em todas as partes para se sustentar e crescer.

     Só que não é comum enormes companhias falirem, ainda mais aquelas que todos tínhamos consideração e não esperávamos nunca que fechassem. Começamos a ver isso, claramente, quando, em 2011, a companhia de tênis éS Skateboarding fechou. Foi um choque para todos, porque, juntamente com outras marcas como Independent Trucks, Spitfire Wheels, por exemplo, considerávamos a éS uma das principais marcas genuínas de skate e não contávamos com sua morte.

     Como parte da SoleTech, a companhia também sofreu impacto com a crise e teve que decidir entre fechar uma de suas submarcas, que eram elas: éS, Emerica e Etnies, além de Altamont Apparel e ThirtyTwo. A éS era, realmente, a que menos estava “trabalhando” das três companhias de tênis, naquela época. A Emerica havia lançado um vídeo recentemente, o Stay Gold e a Etnies trabalhava forte para manter um time, além de apoiar outros esportes como BMX e Motocross.

     Em 2012, foi a vez da nova, porém grande, Gravis Footwear e da Analog fecharem o programa de skate. Os responsáveis pelas marcas decidiram mudar o foco, acabar com o time de skate dos EUA e tentarem se firmar no mercado Asiático, onde tinham maior força, além de se voltarem mais pro Snowboarding, já que eram marcas, inicialmente, apenas de snow.

     Agora, em 2013, foi a vez da Quiksilver cortar o time do skate da folha de pagamento. A grande companhia de surf decidiu, neste começo de março, além de fechar o programa de skate, acabar com a parte feminina da marca, cortar metade do time de snowboarding e, até mesmo, reduzir o número de atletas do surf, se voltando apenas para alguns. No skate, eles decidiram manter apenas Tony Hawk.

     É muito louco pensar em todas essas mudanças que estão ocorrendo na indústria, pois, no caso da Quiksilver, da éS e da Gravis, eram marcas muito grandes e com tradição no skate (a Gravis nem tanto, mas era grande pelo jeito que chegou no mercado e por seus produtos). A éS e a Quiksilver apoiavam o skate desde a década de 90, somando quase 20 anos de apoio ao mercado e aos atletas. Os times eram absurdamente bons e caros. Bom, aí está, talvez, uma explicação do corte dos atletas, o custo era alto. A éS tinha Rodrigo TX, Bobby Worrest e Mike Anderson em alta, no fim da vida da companhia, devia ser caro manter atletas tão relevantes e importantes no cenário atual. A Quiksilver então, contava com nada mais, nada menos que Reese Forbes como team menager e Omar Hassan em seu time, além de outros jovens e magníficos team riders. Caro, devia ser muito caro.

     Ah, vale lembrar que a Roxy e a DC Shoes fazem parte do grande leque da Quiksilver, então, não é de se assustar se acontecerem mudanças significativas nessas outras marcas. Eu duvido muito que a DC vá mudar muita coisa, ainda mais com a grande procura que a marca está tendo, graças à entrada de nomes de peso no time, nos últimos anos, como Chris Cole, Nyjah Houston, Mike Mo, entre outros. Porém, como é de se pensar, o custo é caro, então… tudo pode acontecer!

     Em paralelo à essas mudanças, tem também o lado do skatista nessa história toda. Se o cara não trabalhar direitinho, perde espaço também! Esses dias, a Powell Peralta mandou para casa dois team riders que, ao meu ver, não estavam fazendo muito barulho, e pode ser isso a causa do tchau; são eles: Derek Elmendorf e Dallas Rockvam. Conversando com Derek, ele disse que “foi do nada, não esperava que a companhia me mandasse embora”.

     A Think também mandou embora Danny Renaud alguns anos atrás depois dele flipar as idéias e começar a ser cuzão com todo mundo, devido às bebidas e às festas, segundo o próprio Danny, em entrevista à Jenkem Mag. Esse ano ele volta à cena com uma parte nova e entrada na Politic Skateboards.

     No começo de março, também, a Skateboarder Mag soltou uma entrevista com o pro ex-Real Skateboards e ex-Dc Shoes, Nick Dompierre onde ele comenta sobre o “sumiço” que tivera na indústria de 2009 para cá. O motivo? Bebidas e drogas. Com a perda da mãe e com um terrível acidente que teve, onde quebrou o pescoço, a situação, que era controlada, se agravou e tirou o skatista de cena.

    Vale lembrar, também, que até mesmo Dylan Rieder já quase se queimou pela mesma velha história de sempre. No ano seguinte à sua nomeação como skatista amador do ano de 2007 pela revista SkateboardMag, Dylan simplesmente cansou da rotina do skate e começou a beber e usar drogas que nem louco. O skate não era mais seu atrativo… Até que a mesa virou, quando Dylan viu que até mesmo Heath Kirtchart estava puto com ele por todas suas atitudes babacas de viciado (assim como pode ser visto no Epicly Later’d de Dylan Rieder).

     Acho que misturei um pouco de tudo aqui nesse post… Mas, o que quero mostrar é que, por mais que há uma crise estabelecida no mercado de skate, fechando grandes marcas e modificando vidas de inúmeras pessoas, existe também o lado humano do skatista que, muitas vezes, pode lhe tirar tudo o que tem. Não é fácil, não é só andar de skate.

Fontes: Sidney Arakaki, Slap (forum), SkateboardMag, ESPN, InfoEscola, Skateboarder Mag e Derek Elmendorf.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: