Primeiras impressões do Uni.Versus

13/05/2014

Acabei de voltar da Première do novo vídeo da Agacê, o Uni.Versus. Estou sentado aqui na frente do computador, escrevendo esse texto, tentando achar palavras que caibam corretamente para esta nova produção.

A primeira exibição do Uni.Versus foi hoje (dia 13/05/2014) no Museu da Imagem e Som (MIS), em São Paulo, então, era imprescindível estar lá para ter, em primeira mão, o privilégio de saber qual que é desse filme. Fui com a minha namorada e o legal de ir com ela é que tive, através da visão dela, um olhar de quem está um pouco de fora do mundo do skate. Curiosidade era o sentimento que pairava na cabeça dela antes do vídeo começar. Na minha cabeça também, mas pra mim tinha um pouco de ansiedade misturada.

Pra começar, importante falar que o vídeo foi feito pelo, extremamente humilde e carismático, Renato Zokreta. O profissionalismo e o bom gosto do diretor pode ser visto no vídeo inteiro; ele realmente gastou horas e horas de empenho nos programas de edição pra fazer esse filme! Engraçado que a primeira pessoa que encontramos quando chegamos no MIS foi o Zokreta! Perguntei se ele estava nervoso e ele disse, sorrindo: “fica 10 minutos conversando comigo que você vai ver que eu vou ter uns apagões, vou estar conversando e do nada vou pensar no vídeo!”, mostrando que o nervosismo tomava conta do diretor.

Chegamos cedo, 19h, ainda tinha uma hora pro vídeo começar e estava vazio. Não deu nem meia hora e o MIS foi tomado pelos skatistas que procuravam seus amigos e iam para a bilheteria descolar os ingressos. A primeira sessão foi as 20h, mas já tinha gente esperando a terceira, quarta sessão, de tanta gente que tinha fora da sala de cinema. O clima de nervosismo e ansiedade não tomavam conta apenas do Renato Zokreta ou de mim: todo mundo que íamos conversando revelava que estava muito ansioso para ver o vídeo. Todos queriam saber quem abriria ou quem fecharia o vídeo.

Quem abre ou quem fecha eu não vou falar, é mancada com o resto do país que ainda não viu! Antes de começar, o diretor ainda falou um pouco, agradeceu os presentes e deu a deixa para a festa começar. Ah, ainda teve um curta-metragem sobre um músico nova-iorquino que tocava no metrô. Fazia parte da programação do MIS e todos os skatistas que estavam ali para ver o Uni.Versus viram também o vídeo da jovem diretora paulistana Cecilia Engels.

Terminado o curta e começado o vídeo de skate, a galera foi à loucura. Aquela velha tradição de skatistas foi mantida: celebrar, aplaudir e gritar em todos os momentos das exibições de vídeos novos. É muito legal, é tipo o calor da torcida, o aplauso no acerto e a vibração a cada parte.

O Uni.Versus durou em torno de 35 minutos e teve parte de 7 skatistas: Daniel Marques, Marcelo Garcia, Cotinz, Renato Custódio, Akira Shiroma, Fabio Cristiano e João Miguel, mais o edit de amigos. O vídeo não tem intro, começa direto com uma parte gigantesca. Muitas músicas brasileiras foram usadas, todas de forma épica, combinando com o estilo de cada skatista e dando emoção em cada parte. A edição ficou muito bem feita e as filmagens, por mais que não fossem só do Zokreta, estavam impecáveis!

Alguns comentários: O Daniel e o Akira andam muito! O Doh-Doh e o Miguelito foram ótimas revelações com grandes partes cheias de marretas pesadas! A parte do Cotinz é impressionante, engraçada e muito legal de assistir! E o que falar do Fabio? Não precisa falar nada, mas foi de arrepiar ver mais uma parte do Dragão!

Parabéns à todos os envolvidos nesse projeto, especialmente a galera que está “por trás” de tudo isso, literalmente. Enquanto uns dão a marreta nas manobras, outros fazem o corre pesado lá na Supa para fazer tudo isso acontecer. Pedro, Igor, Zokreta, Gusca, Alexandre, Eric e o bosses lá da Supa. O skate brasileiro agradece e pede por favor para fazerem mais e mais projetos desse tipo!

Abaixo, fiz algumas fotos de celular do vídeo e de alguns momentos que antecederam a apresentação:

O Maninho foi o Mestre de Cerimônias, querendo ou não…

Zokreta estava nervoso!

Cotô e esposa. Rolou até agradecimento pra ela no final.

Fabio Cristiano = lenda viva do skate brasileiro. Sem palavras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: